30 de mai de 2009

Por que eu desmaio?


O médico queria verificar a pressão no meu olho, um procedimento que envolve tocar no globo ocular com um instrumento. Eu sabia o que ia acontecer. Acontece sempre. O mesmo ocorre comigo quando uma enfermeira usa uma agulha para tirar sangue. Às vezes, só de falar em ferimentos o resultado é o mesmo — eu desmaio.
De acordo com um relatório britânico, cerca de 3% das pessoas costumam desmaiar quando estão numa das situações específicas mencionadas acima. Se você, assim como eu, sofre com esse problema, talvez já tenha tentado, em vão, evitar um desmaio. É possível que tenha ido ao banheiro para não desmaiar em público. Mas essa não é uma boa solução, pois pode desmaiar no caminho e acabar se ferindo. Depois de passar por isso tantas vezes, decidi descobrir o que causa essa reação.
Depois de falar com um médico atencioso e de analisar alguns livros, descobri que se trata de algo chamado reação vasovagal. É considerada uma disfunção de um sistema do corpo que regula a circulação do sangue em situações tais como quando você está sentado e então se levanta.
Em certas situações que talvez envolvam ver sangue ou passar por um exame dos olhos, seu sistema nervoso involuntário reage como se você estivesse deitado, quando na verdade está sentado ou em pé. Primeiro, o coração acelera por causa da ansiedade. Depois, a pulsação diminui de repente e os vasos sanguíneos que vão para as pernas dilatam ou se expandem. Isso faz com que o fluxo sanguíneo em direção às pernas aumente, diminuindo o fluxo que vai para a cabeça. Por falta de oxigênio no cérebro, você acaba desmaiando. Como impedir que isso aconteça?
Você pode desviar o olhar para não ver o sangue que está sendo extraído ou então pode se deitar durante o procedimento. Como já mencionado, quando uma reação vasovagal está prestes a começar, muitas vezes é possível reconhecer os sinais de aviso. Assim, normalmente há tempo para agir antes do desmaio. Muitos médicos recomendam que a pessoa se deite e levante as pernas, apoiando-as numa cadeira ou na parede. Isso impede que o sangue flua em grande quantidade para as pernas, e assim a reação pode ser interrompida. Em poucos minutos é provável que se sinta melhor.
Se essas informações forem úteis para você assim como foram para mim, será capaz de identificar os sinais de uma reação vasovagal quando esta estiver prestes a começar. Daí, poderá agir logo para que ela não ocorra.

1 comentários:

febade disse...

Hola Curioso.
Gracias polo teu mensaxe. Teño unha amiga que lle pasa o mesmo ca ti. Agora xa sei o que lle tengo que decir.

Un saúdo.