23 de abr de 2009

“A natureza sabe mais”

"Em se tratando de limpar derramamentos de óleo, a natureza sabe mais", diz a revista New Scientist. Os conservacionistas temiam uma catástrofe ambiental em 1978, quando o petroleiro Amoco Cadiz naufragou ao largo da costa da Bretanha, norte da França. As autoridades locais gastaram seis meses removendo milhares de toneladas de lama e pântano sujos de óleo de determinada área. Outra área que também ficou bastante poluída não foi tocada. Comparando-se as duas, observa-se agora que as equipes de limpeza removeram tanta lama e pântano, que até 39% da vegetação dos pântanos não voltou a crescer. No entanto, na área não tocada, as ondas do mar limparam a lama tão bem que agora cresce ali 21% mais vegetação do que antes do derramamento. O pântano se recuperou plenamente, e nenhum sinal de poluição de óleo foi visto ali já por vários anos.

0 comentários: