27 de abr de 2009

Nada se desperdiça

Uma vez retirados os cerca de 300 quilos de carne, o que acontece com o que resta da vaca? Alguns órgãos internos, como tireóide, pâncreas, pulmões, baço, glândulas supra-renais, ovários, glândula pituitária, bílis do fígado e da vesícula biliar, são usados para fazer remédios. O colágeno é extraído dos ossos, do casco e do couro, para ser usado em hidratantes e loções. A cartilagem e a gordura são utilizadas para a fabricação de componentes como o butil-estearato, PEG-150 distearato e glicol-estearato, usados em muitos cosméticos e produtos para o tratamento dos cabelos. A maioria dos sabões são à base de gordura animal. E os ossos e os cascos são moídos para a fabricação de gelatina, que entra na composição de centenas de produtos alimentícios, como sorvete, balas, e muitos outros produtos "sem gordura". Da reciclagem da vaca resulta ainda uma longa lista de produtos como creiom, fósforos, cera, linóleo, anticongelante, cimento, herbicidas, celofane, papel fotográfico, artigos esportivos, estofamento e roupa. O preço mais alto é pago pelos cálculos biliares: US$ 600 a onça! Comerciantes do Extremo Oriente os compram como afrodisíaco.

0 comentários: