15 de mar de 2009

Dilema das minas terrestres

“O objetivo da campanha global de erradicar as minas terrestres está tão difícil de alcançar quanto as próprias minas”, disse o The Wall Street Journal. “Não existe equipamento adequado para garantir a remoção segura das minas terrestres.” Os soldados hoje usam o mesmo equipamento básico que seus avós usaram na Segunda Guerra Mundial: sondas parecidas com bastões e detectores de metal. Mas a nova geração de minas são muito mais difíceis de serem detectadas, visto que são na maior parte de plástico e são enterradas com granada e outros detritos que acionam muitos alarmes falsos. Quando o detector de metal revela um objeto, um bastão de fibra de vidro é cuidadosamente empurrado no solo em determinado ângulo. O objetivo é achar a mina fazendo com que o bastão atinja os lados dela. Se a mina estiver inclinada e o bastão bater na parte de cima, ela explode no rosto da pessoa. Ao passo que com freqüência as minas custam menos de US$ 5 cada uma, desativá-las pode custar mais de US$ 1.000 por mina. Entre 1,5 milhão e 2 milhões de minas são instaladas anualmente, aleijando ou matando mais de 25.000 pessoas, incluindo muitas crianças.

0 comentários: