5 de fev de 2009

Um mar que morre de sede?





O MAR Aral, na União Soviética, é a quarta maior massa de água continental do mundo. Mas, está encolhendo tão rápido que, a continuar a presente taxa, ele se secará completamente já no início do próximo século.
Segundo a revista South, cerca da metade da área abrangida pelo lago original se reduziu a um deserto salino. "A água que restou no Aral reduzido se tornou tão salina que desapareceram 20 das 24 espécies de peixes que costumavam viver ali", observa a revista.
No passado, os enormes rios Amu-Daria e Sir-Daria despejavam anualmente mais de 50 mil metros cúbicos de água no mar Aral. Mas, agora, estas abundantes reservas de água foram reduzidas a um mero fio de água. Por quê? Segundo a revista South, estes rios estão sendo usados para irrigar as plantações sempre crescentes de algodão e de arroz da região.
O Governo soviético lançou agora um programa para salvar o mar Aral das garras do deserto. Por modernizar os sistemas de irrigação e reduzir as áreas devotadas às culturas de algodão e de arroz, o programa visa poupar 9 mil metros cúbicos de água por ano, e espera-se que isto possa ser aumentado para 30 mil metros cúbicos no início do próximo século. Embora isto não restaure o lago ao seu tamanho original, espera-se que impeça maior encolhimento dele. A revista South comenta que muitos receiam que este programa seja outro caso de "pouquíssimas medidas, tomadas tarde demais.






Gostou? Então, Indique este Site!

0 comentários: